Histórico do GODAP

Nos primórdios da década de 60, coordenado pela Professora Maria Aparecida de Araújo Manzolli, foi iniciado um trabalho de pesquisa, de abrangência nacional, para coletar músicas, danças, trajes e instrumentos musicais brasileiros, tendo, como objetivo, o ensino do folclore como meio de formação educacional. Em virtude do Festival do Folclore ser realizado em nossa cidade (Olímpia-SP), decidiu-se criar um grupo de danças para apresentações durante o evento. Este grupo pioneiro foi denominado “Pau de Fitas” e, posteriormente, Grupo de Danças Parafolclóricas “Cidade Menina Moça” - GODAP.

Este trabalho teve continuidade graças à dedicação e ao amor dos seus participantes pela dança e pela música. Posteriormente, com a realização de cursos de folclore nas salas de aula, houve um maior engajamento de jovens, adolescentes e crianças. A partir daí, o Grupo iniciou um trabalho de apresentações públicas em praças, ginásios de esportes, recintos de festas em todo o Estado de São Paulo e por todo o Brasil.

Desde seu nascimento, o grupo sempre foi reconhecido, encantando pessoas de todos os níveis culturais e financeiros. Acompanhado e divulgado por jornais, rádios e TV, apresentou-se, como convidado especial, para Presidentes da República, Governadores, Ministros, Parlamentares e Secretários de Estado.

O bom relacionamento entre os membros do “Cidade Menina Moça” com comunidades visitadas, gerou convívio fraterno e significativo crescimento cultural. O intercâmbio com grupos brasileiros e estrangeiros trouxe inúmeros benefícios como aperfeiçoamento técnico, enriquecimento do guarda-roupa e do repertório musical, além do resgate, preservação e divulgação do Folclore Brasileiro.

O GODAP educa crianças, adolescentes e jovens, dando-lhes atividades sadias, contribuindo para sua formação moral, social e intelectual e despertando grande interesse dos participantes para atividades artísticas.

Fundado em 1967, o Grupo Olimpiense de Danças Parafolclóricas “Cidade Menina Moça”, tem um repertório de danças folclóricas de quase todos os estados brasileiros, dando ênfase às danças paulistas. Realiza cerca de 50 apresentações anuais, perfazendo mais de 2500 apresentações durante sua existência.

Dentre as diversas participações do GODAP, destacam-se eventos como:
1. Festival do Folclore de Olímpia, Olímpia –SP;
2. Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, Barretos – SP;
3. I Mostra de Cultura e Arte da Universidade Estadual de Maringá - UEM, Maringá – Paraná;
4. Juninões do SESC Catanduva e São José do Rio Preto;
5. Abertura dos Jogos dos Comerciários SESI Sertãozinho e Ribeirão Preto;
6. Palco Culturando da AGECIP na Festa do Peão de Barretos;
7. Feira Cultural AGECIP em Monte Alto;
8. Mostra Cultural no Memorial da América Latina em São Paulo;
9. Participação no Carnaval de São Paulo desfilando na escola de Samba “Nenê de Vila Matilde”;
10. Festival Internacional de Folclore de Olímpia, Olímpia - SP;
11. Festival Internacional de Folclore “La Laguna y las Ciudades del Mundo”, Tenerife – Espanha;
12. Festival Internacional de Passo Fundo, Passo Fundo - RS;
13. Festival Internacional de Folclore da França, nas cidades de Gueugnon, Romans, Burg Saint Maurice, Mios e Montguyon - França;
14. Festival Internacional de Folclore de Ayolas, Ayolas – Paraguai;
15. Festival Internacional de Folclore do Japão, nas cidades de Tóquio e Nagasaki - Japão;
16. Festival Internacional de Folclore do México, no estado de Hidalgo - México;
17. Festival Internacional de Folclore do Chile, Santiago - Chile;
18. Festival Internacional de Folclore da Itália, nas cidades de Savoia di Lucania, Viggiano, Montalbano Jônico entre outras – Itália;
19. Festival Internacional de Folclore da Espanha, Piñeda del Mar - Espanha;
20. Feira Internacional das Nações em São Paulo - SP;
21. Festival Internacional de Folclore da Praga, Praga - Republica Tcheca.